Buscar
  • Danilo Zafani

O plano de contas no controle financeiro


No controle das finanças empresariais não pode faltar o famoso plano de contas de receitas e despesas.


O plano de contas ajuda a classificar as receitas e despesas da empresa e a medi-las de forma organizada ao fim do mês.


Explico melhor: durante o mês você comprou em um dia folha de sulfite para o escritório, depois comprou grampo para o grampeador, depois comprou canetas, depois comprou tinta para impressora.


Imagina quando você for fechar as despesas do mês ter que verificar uma a uma para saber em que você gastou? Para isto, dentro do plano de contas, no exemplo acima, você tem uma conta chamada material de escritório. Todas as despesas mencionadas acima entram nesta única classificação e são totalizadas.


Mas para que eu preciso classificar minhas despesas e receitas? Lembra que falamos em outro post sobre a demonstração do resultado do exercício? A classificação das despesas e receitas no plano de contas ajuda a sintetizar e organizar a análise. Desta forma você consegue acompanhar como estao variando as despesas e receitas, classificadas por tipo, de um mês para outro.


Normalmente os softwares permitem que você crie um plano de contas neles para as análises mensais.


Algumas das contas que um plano de contas deve ter: energia elétrica, água e esgoto, telefone e internet, manutenção predial, manutenção de máquinas e equipamentos, taxas de maquininha, aluguel, software, assessoria e consultoria, honorários contábeis, etc.


Para encerrar este post, um plano de contas só é útil para quem faz o controle das despesas e receitas da empresa. E você, está esperando o que para começar este controle?

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo